Xô Andador!

por Thiago Demathé em
09/02/2013

xo andador - andador1 372x372 custom

Mamis, vamos conversar de perto? Hoje o papo é cabeça! Estou cansado de ouvir no consultório: Doutor, olha como meu filho é esperto. Ele está acima da média, não está? Ele já está andando! Cedo né?! Ele já está falando! Nunca vi ninguém falar assim rápido! Ele já está… ele já… Por que existe essa necessidade gigantesca de ter filhos prodígios, que se destacam dentre os outros? Será que estamos nos sentindo inferiores e queremos reparar isso de alguma forma, através dos filhos?

Bem… nesse ritmo e com essa introdução venho implorar a vocês que não deixem seus filhos usarem andador. Eles não precisam ser os primeiros garotinhos de 8 meses a andar no condomínio! Se não é isso… qual é a intenção em usar o andador? Deixa eu pensar… Eu quero que ele se desenvolva mais, que faça mais exercício! Piorou. Estudos mostram que os bebês que usam andador no primeiro ano de vida, demoram mais para andar sozinhos, pois ficam mais inseguros. Além disso, eles deixam de desenvolver de forma correta (e no tempo certo) o engatinhar, movimento essencial para o fortalecimento da musculatura da coxa, quadris e desenvolvimento do equilíbrio. “Meu filho cai muito, mas não importa, ele começou a andar cedo!”. Menos né!!

O uso de andador está associado a um elevado número de acidentes. É muita criança que cai com o andador, ao contrário do que os pais pensam! E o pior: os acidentes relacionados a este aparelho são em geral mais graves, pois as crianças estão em maior velocidade. Num piscar de olhos a criança saiu correndo e caiu num degrau! Já ouviu essa história? Eu já! Várias vezes!

No Canadá, desde 2007, é proibido comercializar e até fazer propaganda de andador para bebês. Vamos ser chiques também? Estilo canadenses, que tal?!

Agora, perdendo a vergonha… vamos deixar de ser preguiçosos e ficar com os pequenos, ok? Esse negócio de deixar a criança no andador e sair pra fazer alguma coisinha não rola. Se não tem tempo ou paciência de ficar com o pequeno, contrata uma babá mais disponível, deixa numa escola, sei lá… mas pelo amor do homem lá de cima! Não deixa seu filho zazando pela casa com um andador. Fez, cuida! Ele gosta de brincar, de se divertir, de ficar sentado sim (mas não sozinho!) de caminhar também (mas sendo ajudado por um adulto!). Dá trabalho né? Tá querendo devolver? Ótimo!! (Estou falando do andador, hein!! hehehehe)

Bjoks